Análise combinatória: roupas

Agora que deixei só o que realmente gosto no meu armário, o próximo passo é tentar analisar o que ficou e entender o que isso diz sobre o meu estilo. Fotografei cada peça e na hora que fui olhar o álbum algumas coisas ficaram óbvias logo de cara, como o fato de que eu só uso duas cores de roupa fora o preto e o branco.

Comecei a agrupar as peças pelo que elas têm em comum pra tentar tirar conclusões. Ainda estou me ajeitando com a logística de fotografar essas coisas, então não reparem a tosqueira; espero em breve estar colocando fotos muito melhores. Estão pequenininhas mas se clicar dá pra ver um zoom.

Todo o meu armário por ordem de cor!

  • Por cor: Não me surpreende que eu tenha bastante coisa azul cobalto no meu armário, já que é minha cor favorita. Mas me assustou a falta de cor. De tudo que eu selecionei por realmente gostar e achar que faz o meu estilo, 50% é preto, branco ou preto e branco. Fora duas peças de uns verdes duvidosos e um casaco amarelo, as únicas cores que tenho são azul e vermelho. Mais assustador que isso é que se repetem três tipos de estampa: listras, bolinhas e xadrez, com exceção pras localizadas que são quase todas algum texto. Não sei se acho essa simplicidade ótima ou absurda.
  • Por marca: Então, eu detesto fazer compras. Por mim só comprava online, detesto shopping, loja, experimentar roupa, ficar olhando vitrine, acho tudo um saco. Por isso eu peguei um certo hábito de só fazer compras quando eu preciso de algo específico ou em lojas que não têm vendedor e posso ver tudo com calma. A grana curta também ajuda nesse aspecto e mais de 50% das minhas roupas são de lojas de departamento (Zara, C&A, Renner, Riachuelo, Forever 21, H&M…). Pode ser ótimo pro bolso, mas acho que ando perdendo oportunidades com essa preguiça. E também só tem 6 peças que eu costurei, que é mais evidente ainda do quanto eu preciso tomar vergonha na cara.
  • Por ocasião: Eu sou carioca, dura e sem grandes finesses, o que quer dizer que meu verão dura 9 meses e o auge da minha vida social é tomar uma cerveja no boteco de chinelo. Por isso é incompreensível que 1/4 das minhas roupas sejam casacos ou vestidos de noite. Acho que talvez seja porque eu me desfiz de tanta coisa que sobrou muito casaco pra pouca roupa. De um jeito ou de outro quer dizer que estou comprando bem errado, né?

Todo o meu armário por ordem de uso!

  • Por “favoritismo”: Não é que eu esteja escolhendo minhas roupas favoritas, nem saberia fazer isso. Mas é que acabo dando preferência a algumas, aquelas que não preciso pensar muito, que é só pegar e sair. O fato é que tem algumas peças que nunca usei nessa pilha, o que acho muito errado. Algumas eu não uso por esquecer que existem e outras por não querer pensar na hora de me vestir e ir direto no óbvio. É bom ter essa referência pra começar a prestar mais atenção nas roupas negligenciadas.

Enfim, o que isso diz sobre meu estilo é que eu realmente não tenho a menor ideia do que estou fazendo nesse departamento né? Estou presa no óbvio, em parte por preguiça e desorganização. Mas dá pra ver alguma consistência (por exemplo, gosto de camisas de tecido, quase nada é de malha) e separar quais os bons hábitos e o que deve mudar.

Anúncios